Realidade Aumentada na prática: a importância da RA na educação corporativa

A tecnologia sempre moldou a experiência humana: da invenção da roda à pesquisa espacial, ela sempre esteve presente em nossa busca pelo futuro. E hoje, com a expansão das tecnologias digitais e mobile, o mundo se tornou um ambiente repleto de possibilidades.

A Realidade Aumentada e a Realidade Virtual são dois termos muito populares, presentes no desenvolvimento de áreas tão distintas quanto o ambiente militar, o mundo do entretenimento e o universo e-learning.

Para entendermos como estes conceitos funcionam na prática, vamos analisar como se aplicam ao aprendizado corporativo, suas principais diferenças e o impacto da Realidade Aumentada na criação de novas competências?

Realidade Virtual

A Realidade Virtual (RV) é uma experiência totalmente imersiva em 3D, gerada por computador. Através do uso de dispositivos especiais, ela nos permite ver, participar e vivenciar um ambiente simulado. Este ambiente virtual pode tanto simular a realidade quanto criar e introduzir cenários fantasiosos – a escolha por qual caminho seguir será sempre baseada nas necessidades e objetivos do treinamento ou do usuário.

Realidade aumentada

A Realidade Aumentada (RA) é semelhante à Realidade Virtual no sentido em que nos permite aprender em um ambiente simulado. No entanto, na RA, o contexto em que o aluno se encontra é levado em consideração e informações relevantes são sobrepostas a este contexto. É esta informação sobreposta que enriquece a experiência de aprendizado, pois une os mundos reais e digitais e estabelece um cenário imersivo e interativo, onde o aluno desfruta de uma experiência multissensorial, o que cria uma melhor experiência de aprendizado.

Então, qual é a diferença?

A Realidade Aumentada tem entre seus propósitos aprimorar a experiência do mundo real adicionando componentes virtuais. Isso pode ser feito através de imagens, vídeos ou gráficos, por exemplo, todos adicionando uma nova camada digital em cima do mundo real para reforçar o aprendizado e expandir o conhecimento, enquanto que a Realidade Virtual permite que você seja completamente “absorvido” por qualquer ambiente de fantasia ou treinamento em que tenha entrado.

Como a Realidade Aumentada funciona?

Existem duas características humanas muito fortes: a curiosidade natural que temos em relação ao novo, e a valorização de experiências interativas. Estas duas características servem de base para a criação do universo de RA, que aliam conteúdos significativos a interações convincentes e realistas de ambientes virtuais e reais, entregando experiências de valor único, muito além do que outras tecnologias oferecem.

Para esta mágica acontecer precisamos apenas de um dispositivo (um smartphone, por exemplo) que possua um software ou app capaz de reconhecer símbolos, objetos ou imagens e que adicione a este universo físico informações digitais relevantes dentro do contexto do aprendizado, de forma a permitir que estas camadas digitais sejam visualizadas pelo usuário como parte da realidade física que o cerca.

Os benefícios da RA aplicada à educação corporativa

Cenários realistas: criar conteúdos e atividades que capturem a atenção de suas equipes é sempre um grande desafio. Em uma indústria constantemente em busca das melhores experiências de aprendizado, a natureza da RA permite que o treinamento enriqueça seu conteúdo através de atividades instigantes e interativas, que fortalecem o engajamento e a retenção do conhecimento.

Sem barreiras tecnológicas: Um dos maiores benefícios da RA é o fato de que a tecnologia para sua aplicação imediata no universo empresarial já existe: tablets, smartphones, computadores e laptops são plataformas ativas do aprendizado corporativo e a base de execução das interações propostas pela Realidade Aumentada. A ausência de barreiras tecnológicas facilita a adoção da RA como uma estratégia de aprendizado importante para ampliar a criação e o desenvolvimento de novas habilidade e competências em suas equipes.

Aprendizado seguro: muitas empresas atuam em segmentos que exigem grande controle sobre a segurança de seus funcionários e suas atividades, ou um desempenho deles que seja à prova de erros. Em certas situações de treinamento, como no campo militar ou médico, por exemplo, a RA é uma estratégia muito indicada para simular atividades de risco que exigem um espaço seguro para a realização de ações controladas que não podem ser feitas no ambiente real.

O futuro da Realidade Aumentada

O desenvolvimento desta tecnologia segue a lógica do universo digital: o campo da ótica segue em busca de referências para ampliar a capacidade de captura de imagens e vídeos e a exibição de informações através dos smartglasses, enquanto a tecnologia 3D investe na criação e desenvolvimento de sensores, modelagens e métodos de exibição para que o digital se integre cada vez mais ao nosso mundo físico, por exemplo.

O futuro também garantirá maior autonomia para as ferramentas de autoria, para que a construção de interações sob medida para o ambiente de treinamento, para o contexto de trabalho e para o aluno corporativo sejam cada vez mais simples e intuitivas, garantindo um alto grau de assertividade na construção da educação corporativa.

Equipe Clarity
www.clarity.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *