O próximo ano começa agora. Planejar é fundamental.

Prever o futuro e antecipar ações sempre foi um desejo humano e em muitos casos uma necessidade de sobrevivência. Se pensarmos em uma guerra, veremos que um general em batalha procura prever os movimentos das tropas inimigas e antecipá-los com ataques, teoricamente, inesperados.

No meio corporativo a competição não é muito diferente, por isso existem profissionais especialistas em previsões de mercado, que são muito bem pagos pelo seu trabalho. Nada de bola de cristal, tarô ou búzios, esses profissionais contam com dados de experiências anteriores somados a estudos de projeções e tendências mercadológicas.

Enfim, conseguem fazer previsões com alto grau de precisão, que servem para orientar a empresa, sua contratante, sobre o que fazer, quais caminhos seguir. E a empresa, sabendo disso, faz seu planejamento e antecipa suas ações para o futuro.

Em educação corporativa não deve ser diferente. Uma boa ideia do futuro, baseada em informações do passado e projeções realizadas por profissionais qualificados, pode gerar ações imediatas, que irão preparar um projeto que será levado a cabo “amanhã”.

Parece complicado, mas não é. Imagine, por exemplo, que a empresa XPTO precisará colocar em prática no próximo ano um plano de treinamento para sua equipe de vendas. Bem, digamos que ela já possua o conhecimento (conteúdos brutos), que deverá aplicar e transmitir, devidamente mapeado e organizado.

É comum deixar isso na gaveta e esperar até janeiro do ano que vem, para sair atrás de algumas consultorias desenvolvedoras de projetos educacionais digitais, orçar o trabalho com algumas delas, fazer reuniões com seus representantes para definir escopo, etc, etc, etc… Afinal, ainda estamos em setembro… GRAVE ENGANO!

Acontece que o encarregado de projetos educacionais da empresa XPTO (nosso exemplo fictício) é uma pessoa de visão. Em um momento de reflexão, ele pensou:

“- assim como nossa empresa, uma porção de outras devem estar pensando a mesma coisa;

– o mês de janeiro costuma ser um mês em que muitas pessoas saem de férias e o ritmo de trabalho de uma forma geral acaba sendo mais demorado. Foi assim no ano passado;

– eu já tenho os meus conteúdos brutos para pensar nos cursos e até o ano que vem os preços dos serviços de desenvolvimento podem subir. Eu já vi isso acontecer em anos anteriores;

– tenho que levar em consideração o tempo de desenvolvimento de um curso on-line. Se eu deixar tudo muito em cima da hora, corro o risco de ter que lidar com atrasos para o início.”

Conclusão da nossa história?

O responsável pelos projetos de educação on-line da empresa XPTO conversou com seus superiores e explicou a situação e eles já começaram a orçar os cursos de que precisarão e pretendem colocá-los em produção ainda este ano.

Pela antecipação da contratação, por conta do prazo de entrega mais “tranquilo” e pela antecipação de fechamento, conseguiu uma melhor negociação com o fornecedor.

Voilá!

Sem atropelos, sem o risco de “viradas de tabelas de serviços”, com prazos de entrega que permitem o desenvolvimento com “olhar mais detalhista e cuidadoso”.

Evitando assim a correria da virada/início de ano, no meio de um mar de outras empresas buscando fornecedores de conteúdo, que estarão lotados de serviços (aqui vale lembrar, inclusive da máxima da “lei da oferta e demanda”).

O protagonista de nossa história, nada mais fez do que um exercício de previsão, baseado em experiências anteriores (“foi assim no ano passado” / “eu já vi isso acontecer em anos anteriores”) e em avaliação das possibilidades de ocorrências nesse mercado, em um futuro não tão longínquo. Isso também mostra que ele tem experiência na área.

Mas e se você não tiver tanta experiência assim, que permita prever o que pode ocorrer daqui a alguns meses?

Aproveite a dica deste artigo e comece a planejar e executar desde já uma ideia que pretenda colocar em prática no próximo ano.

Precisa de mais orientações ou de uma ajuda para suas decisões sobre isso?

É hora de contatar especialistas que possam contribuir para esse planejamento antecipado. Se precisar de ajuda, estamos à disposição, para contribuir com os seus planos, ideias e objetivos, tanto orientando, quanto ajudando a materializar o projeto educacional corporativo.

Pode chamar, que será uma satisfação conversar com você sobre o seu projeto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *