A importância do treinamento para suportar uma força de trabalho híbrida

É fundamental implementar tecnologias e ações que suportem as necessidades específicas da sua organização quando pensamos em uma força de trabalho híbrida, seja para acolher novos colaboradores ou para atender equipes já existentes.

A pandemia fez com que milhões de pessoas passassem a trabalhar remotamente a partir de 2020, o que significou uma mudança rápida e urgente, que obrigou as organizações a se adaptarem mesmo que sem o devido planejamento.

Essa adaptação ao modelo remoto envolveu mudanças em termos de tecnologias, processos de comunicação e modelos de gestão.

A tendência para 2022 – e para os próximos anos – é um cenário em que grande parte das pessoas continuará trabalhando exclusivamente de casa (remotamente) ou irá para o local de trabalho algumas poucas vezes por semana (híbrido).

Mesmo que as tecnologias para esse cenário já estejam disponíveis ou até implementadas, o alto desempenho profissional das equipes ainda dependerá de outros fatores igualmente importantes.

Um deles é a justamente a adoção de plataformas digitais pelos líderes

Mais do que sistemas eficientes de comunicação, é preciso dispor de soluções que suportem a operação do negócio como um todo. Isso inevitavelmente envolverá em algum momento a mudança de processos já consolidados, o que pode significar uma oportunidade apoiada por novas tecnologias.

Para que essa adoção de novas plataformas digitais funcione é fundamental que a liderança da organização seja o principal agente provocador das mudanças junto às suas equipes. Sem o verdadeiro apoio dos líderes o engajamento da organização será baixo e variável por setor, o que poderá trazer riscos para a organização.

Um processo crítico é justamente a capacitação das equipes e de novos colaboradores, inclusive para que possam se adaptar aos novos processos e estejam preparados para usar as novas plataformas e sistemas.

Aqui entramos em um segundo fator: a importância do treinamento remoto

A adoção de estratégias educacionais para a capacitação on-line tornou-se um pilar fundamental para o futuro das organizações, o que compreende em sua essência: tecnologia (para entregar e gerenciar remotamente a evolução da aprendizagem dos colaboradores) e conteúdos que sejam relevantes, adequados e engajadores, a fim de garantir a eficácia de aprendizagem almejada para cada indivíduo.

O desafio de implementar o treinamento remoto pode ser maior do que normalmente se imagina, dependendo principalmente da cultura de aprendizagem da organização. Um erro frequente é pensar em migrar um programa do presencial para o on-line sem uma mediação educacional adequada em termos de linguagem.

É preciso pensar em conteúdos de aprendizagem cada vez mais curtos, relevantes e objetivos, que juntos podem representar uma trilha mais extensa, mas que garantam flexibilidade.

Essa flexibilidade deve permitir a personalização da experiência (jornada) por individuo, de acordo com as suas necessidades especificas, função, nível de proficiência, etc.

A variação de formatos educacionais (vídeos, simulações, exercícios, quizzes, gamificação, etc.) também é uma estratégia recomendada, pensando em aumentar o engajamento e a eficácia da aprendizagem.

Muitas organizações já decidiram abandonar o treinamento presencial a partir de 2022, apostando todas as suas fichas no treinamento on-line.

E a sua organização? Como ela abordará os desafios de treinamento para os próximos anos?

Uma mudança tão significativa quase sempre exige o apoio de parceiros especializados como a Clarity Solutions, capazes de agregar experiência e know-how, que na prática diminuem a curva de aprendizagem e potencializam os resultados.

Então entre em contato com a nossa equipe para conhecer mais sobre como podemos suportar projetos e desafios como esses.

Referências: Technologies and Tactics to Manage a Hybrid Workforce in 2022 (https://trainingmag.com/technologies-and-tactics-to-manage-a-hybrid-workforce-in-2022/).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.